Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 24 de Outubro de 2017

  • 11/10/2017
  • 09:28
  • Atualização: 12:25

Rebelião em prisão mexicana tem 13 detentos mortos

Entre 26 feridos, dois são policias e três são agentes penitenciários

Familiares de detentos se reúnem em torno na penitenciária em busca de informação | Foto: Julio Cesar Aguilar / AFP / CP

Familiares de detentos se reúnem em torno na penitenciária em busca de informação | Foto: Julio Cesar Aguilar / AFP / CP

  • Comentários
  • AFP

Ao menos treze detentos morreram durante uma rebelião nesta terça-feira em uma penitenciária na região de Monterrey, no estado de Nuevo León, no norte do México, informaram as autoridades. Os atos de violência ocorridos na penitenciária de Cadereyta deixaram "treze mortos" - todos detentos - e 26 feridos, revelou em entrevista coletiva Aldo Fasci, porta-voz da secretaria de Segurança de Nuevo León.

Os confrontos, que começaram de madrugada e foram controlados pelos agentes carcerários, ressurgiram pela manhã, quando um grupo de ao menos 20 detentos incendiou objetos, provocando uma coluna de fumaça negra visível a vários quilômetros de distância. Em meio à revolta, um grupo de presos sequestrou três agentes penitenciários e após um estéril diálogo para se chegar a um acordo, a Força Civil entrou na penitenciária e encurralou os detentos, que reagiram com "barras de ferro e estiletes".

Durante o confronto, um policial teve o pulmão perfurado e "não foi suficiente o uso da força não letal", disse Fasci, acrescentando que foi preciso agir com rigor para "impedir o assassinato de guardas e outros detentos". Entre os 26 feridos há dois policiais e três guardas de Cadereyta, onde em março passado outra rebelião deixou quatro presos mortos. As autoridades investigam o caso e aguardam os resultados das autopsias, enquanto familiares de detentos se reúnem em torno na penitenciária em busca de informação.

Cadereyta está situada na periferia de Monterrey, a terceira principal cidade do México. No ano passado, uma briga entre facções deixou 49 mortos em Topo Chico, outra prisão do estado de Nuevo León. As prisões mexicanas, principalmente as sob o controle dos governos estaduais, são frequentemente sacudidas por rebeliões, assassinatos e fugas, e a maioria apresenta sérios problemas de superlotação.

Confira o vídeo: