Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, sexta-feira, 20 de Outubro de 2017

  • 11/10/2017
  • 12:32
  • Atualização: 12:35

Em protesto solidário, peritos doam sangue ao Hemocentro do Estado

Cerca de 20 servidores do IGP participaram da ação em Porto Alegre

Peritos doam sangue ao Hemocentro do Estado | Foto: Acrigs / Divulgação / CP

Peritos doam sangue ao Hemocentro do Estado | Foto: Acrigs / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Mauren Xavier

Em protesto aos parcelamentos de salários, um grupo de peritos criminais do Rio Grande do Sul realizou uma ação voluntária nesta semana. Cerca de 20 servidores foram ao Hemocentro do Estado, em Porto Alegre, para doar sangue. Segundo o presidente da Associação dos Peritos Criminais do RS (Acrigs), Rafael Moro, a intenção é transformar um protesto em uma prestação de serviço à população. “É uma mostra da disposição da categoria em contribuir com a sociedade. O governo não abre o diálogo para negociação. Só reconhece as dificuldades financeiras, mas não avança”, lamentou ele.

Os peritos criminais são responsáveis por fazer a coleta e análise de indícios relacionados a crimes. Essas provas podem ser fundamentais para elucidar os casos. Os profissionais ligados ao IGP (Instituto-Geral de Perícias) estão vinculados à Secretaria Estadual de Segurança Pública (SSP), porém estão sem reajuste salarial desde novembro de 2014. Além disso, os profissionais enfrentam as dificuldades relacionadas ao parcelamento promovido pelo governo do Estado. “É uma maneira de sensibilizar a população sobre a importância do nosso trabalho”, resumiu.

A doação ocorreu em um momento importante. Isso porque o Hemocentro enfrenta dificuldades em manter os estoques em níveis adequados, uma vez que abastece mais de 40 hospitais. Qualquer pessoa entre 16 e 69 anos pode ser um doador. Porém, os que têm idade entre 16 e 18 anos incompletos precisam estar acompanhados de um responsável.

Localizado na avenida Bento Gonçalves, o Hemocentro fica aberto de segunda a sexta-feira das 8h às 18h. É importante que o voluntário esteja bem de saúde, tenha dormido no mínimo 6 horas antes da doação e esteja alimentado, além da exigência da apresentação de documento oficial com foto.