Porto Alegre

20ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, domingo, 22 de Outubro de 2017

  • 29/07/2017
  • 17:32

Fratus é prata nos 50 metros livres no Mundial de Natação na Hungria

Brasileiro ficou atrás de Caeleb Dressel, que conquistou três ouros neste sábado

Fratus comemorou a conquista da medalha de prata no Mundial na Hungria | Foto: Christophe Simon / AFP / CP

Fratus comemorou a conquista da medalha de prata no Mundial na Hungria | Foto: Christophe Simon / AFP / CP

  • Comentários
  • AE

O brasileiro Bruno Fratus conquistou a medalha de prata no Mundial de Natação, neste sábado, depois de fechar os 50 metros livres atrás do americano Caeleb Dressel, que confirmou o favoritismo e levou o ouro. Fratus atravessou a piscina em 21 segundos e 17 centésimos, 12 centésimos atrás de Dressel, que venceu com 21.15. O bronze foi para o britânico Benjamin Proud, a 28 centésimos do novo campeão do mundo.

"Simplesmente me sinto feliz porque trabalhei duro. Não me considero um cara talentoso, mas um trabalhador com muita vontade", comemorou Fratus, que fez o melhor tempo da carreira. Recordista mundial da prova, o brasileiro César Cielo terminou na oitava colocação, com tempo de 21.83. Esse foi o primeiro de três ouros conquistados por Dressel, de apenas 20 anos, durante o dia.

Três ouros

Poucos minutos depois da conquista nos 50 metros, Dressel voltou para a piscina para vencer a final dos 100 metros borboleta masculino (49.86) e fechou o dia conquistando o ouro nos 4x100 metros misto, com direito a quebra de recorde mundial.

Na segunda medalha do dia, Dressel fez a melhor marca da história sem o uso dos tecnológicos trajes de competição, que ajudavam na flutuação dos nadadores e diminuíam drasticamente os tempos das provas. O americano quase superou o cronômetro da lenda Michael Phelps, mas quatro centésimos o separaram da quebra.

"Não tive tempo para pensar nesta noite. É um vai e vem muito exigente fisicamente e mais exaustivo ainda mentalmente", acrescentou o nadador sobre a sequência de decisões no mesmo dia.

Já no revezamento misto, Dressel, Nathan Adrian, Mallory Comerford e Simone Manuel pulverizaram o antigo recorde e voaram dentro da piscina, completando a prova em impressionantes 3 minutos, 19 segundos e 60 centésimos. Foi o sexto topo de pódio para Dressel na Hungria.

O time Holandês chegou na segunda colocação, com 3 minutos, 21 segundos e 81 milésimos, e levou a prata. O Canadá ficou com o bronze e fechou a prova em 3 minutos, 23 segundos e 55 segundos.

Dressel se tornou o primeiro nadador a conquistar o ouro nos 100 metros livres e 100 m borboleta em um mesmo Mundial.

Sjostrom e Ledecky brilham

Mais cedo, a sueca Sarah Sjostrom se sagrou campeã nos 50 metros borboleta feminino, atravessando a piscina em 24 segundos e 60 centésimos. A holandesa Ramoni Kromowidjojo (25.38) e a egípcia Farida Osman (25.39) levaram a prata e o bronze, respectivamente.

Logo depois, Sjostrom voltou para a piscina para as semifinais dos 50 metros livres femininos e fez história: tempo mais rápido da classificatória com direito a recorde mundial (23.67). Já a americana Katie Ledecky chegou à quinta medalha de ouro em Budapeste, depois de vencer os 800m livres em 8 minutos 12 segundos e 68 centésimos.

Nos 200 metros costas feminino, a nadadora australiana Emily Seebohm se tornou a nova campeã do mundo da prova, com cronômetro de 5 minutos, 5 segundos e 68 centésimos. Seebohm superou a húngara Kainka Hossu, que fez o melhor tempo da carreira mas perdeu por 17 centésimos, e a americana Kathleen Baker, 80 centésimos mais lenta que a campeã.


TAGS »