Porto Alegre

24ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quarta-feira, 18 de Outubro de 2017

  • 12/08/2017
  • 09:28
  • Atualização: 09:36

Vice-presidente quer Inter na liderança na metade do segundo turno

Alexandre Barcellos acredita que relação entre time e torcedor voltou a ser como era

Dirigente pensa mais longe e acredita que o time poderá alcançar a liderança na metade do segundo turno | Foto: Ricardo Duarte / Divulgação / Internacional / CP

Dirigente pensa mais longe e acredita que o time poderá alcançar a liderança na metade do segundo turno | Foto: Ricardo Duarte / Divulgação / Internacional / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

O retorno da boa fase e as três vitórias consecutivas na Série B dão ao Inter a confiança para se consolidar entre os primeiros colocados do campeonato. Neste sábado, às 16h30min, no Beira-Rio, o Colorado irá encarar o Londrina e tentará o quarto triunfo na sequência. O vice-presidente do clube, Alexandre Chaves Barcellos, pensa mais longe e acredita que o time poderá alcançar a liderança na metade do segundo turno. "Esperamos que na metade para o final a gente possa assumir a liderança para não mais largar", disse nessa sexta-feira em entrevista à Rádio Guaíba.

Barcellos destacou ainda que a direção acredita que a turbulência sentida no começo do Brasileirão Série B tenha ficado para trás. "Nós pensamos que isso tudo tenha passado, até porque o Inter vem mostrando consistência, com evolução e a formatação tática desejada pelo Guto. Trouxemos reforços como o Camilo e o Leandro Damião e, a partir desse desenho tático, penso que o pior momento já passou", frisou.

O dirigente lembrou que o ambiente do Beira-Rio se modificou com as vitórias. O astral é outro no vestiário e nas arquibancadas, segundo o vice-presidente colorado. "A relação com o torcedor voltou a ser o que sempre foi no Beira-Rio, palco das nossas grandes vitórias e é lá que temos de voltar para a elite do futebol brasileiro. Já tivemos um Beira-Rio cheio nos últimos jogos e hoje não vai fugir disso. Teremos perto de 40 mil pessoas e isso é fundamental para a nossa trajetória", acrescentou.