Porto Alegre

13ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, terça-feira, 24 de Outubro de 2017

  • 11/10/2017
  • 23:37
  • Atualização: 00:44

Grêmio tem má atuação na Arena e perde para o Cruzeiro

Tricolor foi envolvido por time mineiro e acabou derrotado por 1 a 0

Tricolor foi envolvido por time mineiro e acabou derrotado por 1 a 0 | Foto: Fabiano do Amaral

Tricolor foi envolvido por time mineiro e acabou derrotado por 1 a 0 | Foto: Fabiano do Amaral

  • Comentários
  • Bernardo Bercht

O Grêmio teve mais uma atuação ruim, foi envolvido para o Cruzeiro e perdeu por 1 a 0, nesta quarta-feira na Arena. O Tricolor caiu para o quarto lugar no Brasileirão, com 46 pontos, sendo superado exatamente pelo clube mineiro, que sobe à vice-liderança. O Tricolor tentará se redimir no Couto Pereira, domingo, contra o Coritiba.

A equipe gremista deixou o Cruzeiro manter mais a bola na primeira etapa e apostou nas transições rápidas para ameaçar. O resultado foi um jogo muito estudado e de poucas oportunidades de gol. A primeira delas foi dos mineiros, gerando bela defesa de Marcelo Grohe. Alisson recebeu na quina da área e disparou um chute no ângulo esquerdo, mas parou no goleirão gremista.

O Tricolor tentou responder aos 13, mas Fernandinho desperdiçou a chance. Arroyo lançou o atacante na área e este tabelou com Edilson. De frente para a meta, Fernandinho chutou forte, mas isolou.

Um começo mais movimentado deu lugar a um hiato de boas jogadas até os 25 minutos. Aí, pelos lados, o Grêmio chegou. Jailson lançou Edílson na direita, o lateral cruzou na marca do pênalti e Jean Pyerre tentou o cabeceio. Saiu fraco para defesa de Rafael.

Barrios manda nas redes, mas impedido

Dois minutos depois, os comandados de Renato Portaluppi até mandaram a bola para o fundo das redes, mas o gol não foi validado. Jean Pyerre lançou Barrios de frente para a meta e ele cutucou para as redes. Só que a arbitragem já tinha parado em impedimento, com o paraguaio um passo à frente dos defensores.

Depois disso, o Cruzeiro ensaiou uma pressão, mas sem ameaçar diretamente a meta gremista. Apenas aos 40 o Tricolor voltou a arriscar. Fernandinho tabelou com Jean Pyerre e lançou Barrios na área. O centroavante demorou um pouco para chutar e bateu em cima de Digão.

A última chance da etapa foi em cobrança de falta, com certo otimismo de Edílson. O lateral experimentou uma bomba do meio da rua, saiu com bastante veneno, mas passou raspando o travessão do Cruzeiro. Zero a zero apropriado para o futebol do primeiro tempo.

O Grêmio começou a segunda etapa ameaçando, em combinação de Fernandinho e Arroyo. Aos cinco minutos, o atacante lutou pela bola e conseguiu rolar para Arroyo. O equatoriano encheu o pé de primeira, mas a bola bateu na zaga.

Cinco minutos depois, Arroyo foi derrubado ao lado da área e quase marcou na bola parada. Ele disparou um belo chute colocado, rente ao poste esquerdo e só não correu para o abraço porque Rafael fez grande defesa. Aí Renato tentou aumentar a velocidade, com Patrick e Everton nos lugares de Arroyo e Jean Pyerre, aos 11 minutos.

Sobis fulmina o Tricolor

Mas quem atacou foi o Cruzeiro. Aos 15, Alisson recebeu na esquerda, cortou para a risca da área e chutou com efeito. Marcelo Grohe fez a defesa. O Tricolor respondeu com Barrios. O paraguaio fez a parede e rolou para Fernandinho na área, mas o atacante chutou para fora. Aos 22, Edílson cruzou no segundo pau, Everton bateu de chapa e Rafael salvou o Cruzeiro com uma grande defesa.

O castigo gremista veio no contragolpe. A zaga teve uma rara falha de posicionamento, Thiago Neves lançou Sobis livre na área e o atacante fulminou o 1 a 0 sem chances para Grohe.

Renato ainda lançou Beto da Silva no lugar de Arthur, porém as chances de gol não foram claras. Em duas bolas paradas o Tricolor tentou, com Geromel parando na marcação. Ainda reclamou de bola que bateu na mão de zagueiro, mas a derrota por 1 a 0 se manteve, com vaias do pequeno público na Arena.

Brasileirão - 28ª rodada

Grêmio 0

Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Jailson, Arthur (Beto da Silva) e Jean Pyerre (Patrick); Fernandinho, Arroyo (Everton) e Lucas Barrios. Técnico: Renato Gaúcho.

Cruzeiro 1

Rafael; Ezequiel, Digão, Manoel e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Lucas Romero), Alisson (Rafael Marques), Rafinha e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Élber). Técnico: Mano Menezes.

Gol: Rafael Sóbis (23min/2ºT).

Arbitragem: Rodrigo Batista Raposo (DF), com Jose Reinaldo Junior (DF) e Daniel Henrique da Silva Andrade (DF).

Renda: R$ 234.055,00.

Público: 9.217 presentes.

Local: Arena.