Porto Alegre

17ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 24 de Agosto de 2017

  • 04/08/2017
  • 19:14
  • Atualização: 19:25

Bolt inicia despedida vencendo eliminatórias do Mundial de Londres

Semifinal e a final da competição acontecem neste sábado

Bolt venceu com tranquilidade a sua bateria eliminatória na prova dos 100m rasos no Mundial de Londres | Foto: Jewel Samad / AFP / CP

Bolt venceu com tranquilidade a sua bateria eliminatória na prova dos 100m rasos no Mundial de Londres | Foto: Jewel Samad / AFP / CP

  • Comentários
  • Amauri Knevitz

 A despedida de uma das maiores lendas do esporte começou no melhor estilo Usain Bolt. O jamaicano sorriu, brincou, acenou para o público, fez graça para a câmera. E venceu com tranquilidade a sua bateria eliminatória na prova dos 100m rasos no Mundial de Londres, a última competição da sua carreira, que teve início nesta sexta-feira, no Parque Olímpico Rainha Elizabeth. A semifinal e a final serão neste sábado, marcadas para 15h e 17h45min (horário de Brasília), respectivamente.

Como de costume, Bolt não fez exatamente uma grande largada, colocando em movimento seus quase dois metros de altura. Até os primeiros 30 metros, estava ligeiramente atrás do pelotão da frente. Com sua passada longa, joelhos altos e o tronco ereto, porém, logo ultrapassou a todos, por volta dos 60 metros. Nos 20 metros finais, olhou para o lado, tirou o pé e administrou a vantagem, marcando o tempo de 10s08.

Para efeito de comparação, só uma vez neste ano o jamaicano correu abaixo de 10 segundos (9s98 no Meeting de Ostrava, na República Tcheca), tempo que ele parece plenamente pronto para superar neste sábado, a julgar pela tranquilidade com que correu apenas 10 centésimos acima, na sexta. Um novo recorde, no apagar das luzes do velocista de 30 anos, está fora de cogitação - ele marcou 9s58 no Mundial de Berlim, em 2009. A prova de hoje será a última individual de Bolt, que correrá na próxima semana o revezamento 4x100m pela Jamaica e pendurará as sapatilhas.

A primeira noite do Mundial de Londres terminou com muita festa da torcida, pois o ídolo local Mo Farah conquistou a primeira medalha de ouro em disputa, nos 10.000m. O britânico começou no pelotão de trás e, por volta da metade da prova, saltou para a terceira posição, oscilando entre as primeiras colocações, deixando para dar o bote nas voltas finais. Farah foi tricampeão com o tempo de 26min49s, seguido pelo ugandense Joshua Chepteei e do queniano Paul Tanui. Paulo Sérgio Oliveira não avançou na disputa do salto em distância.

Neste sábado, muitos brasileiros competem, a partir das 6h: Darlan Romani, no arremesso de peso; Tamara Alexandrino e Vanessa Spinola, no heptatlo; Lucas Carvalho (e o astro sul-africano Wayde Van Niekerk) nos 400m; Tânia da Silva no salto triplo; Rosângela Santos e Vitória Rosa, nos 100m; Thiago André, nos 800m. No domingo, além da sequência do heptatlo e da realização das maratonas masculina (6h55min) e feminina (15h), tem: Altobeli Silva, nos 3.000m com obstáculos; Hederson Estefani e Márcio Teles, nos 400m com barreiras; Éder Souza, nos 110m com barreiras; e Laila Ferrer, no lançamento de dardo.