Porto Alegre

18ºC

Ver a previsão completa

Porto Alegre, quinta-feira, 19 de Outubro de 2017

  • 04/10/2017
  • 19:51
  • Atualização: 19:55

Último dia da 16ª Jornada Nacional de Literatura traz debates sobre plataformas digitais

Atividade ocorreu nesta quarta na Universidade de Passo Fundo

Professora Sonia Virginia Moreira e cantor Tico Santa Cruz participaram de debate nesta quarta | Foto: Gelsoli Casagrande / Divulgação / CP

Professora Sonia Virginia Moreira e cantor Tico Santa Cruz participaram de debate nesta quarta | Foto: Gelsoli Casagrande / Divulgação / CP

  • Comentários
  • Correio do Povo

As plataformas digitais que potencializam a leitura e as formas de jornalismo foram temas de debates que integraram a programação da 16ª Jornada Nacional de Literatura, que teve seu encerramento nesta quarta-feira. A atividade foi realizada pela Intercom em parceria com a Faculdade de Arte e Comunicação da Universidade de Passo Fundo (FAC/UPF).

Com o tema "Booktubers, Bloggers e Plataformas Digitais: a Leitura na Rede", os convidados Denise Guilherme, Vana Campos, Daisy Carias, Flávia Scherner e Doca Corbett, sob a mediação da jornalista e pesquisadora Ariele Silverio Cardoso, participaram de uma conversa sobre diferentes plataformas usadas como forma de incentivar a leitura, especialmente a infantil.

Criadora do site "A Taba", voltado à curadoria de livros infantis com foco na formação de leitores, Denise Guilherme deixou claro seu objetivo: democratizar o acesso ao conteúdo e aproximar os bons livros das crianças. Para isso, entre outros recursos, utiliza a leitura em rede. “É uma conversa entre pessoas que nunca se viram, mas que têm um livro como objeto em comum e, a partir disso, ressignificam sua experiência de leitura”, contou

Os criadores do canal TV Culturando, Vana e Doca, também trabalham para divulgar o que chamam de literatura alimento e encontraram com um canal no Youtube o caminho para isso. “A literatura é legal porque é livre, ela liberta, não dá um caminho concreto e é isso que a gente faz nos nossos vídeos, algo livre e que inspira a criatividade. A gente tem uma esperança de transformar a ideia de leitura em uma coisa de muito prazer”, comentaram.

A atriz Flávia Scherner encontrou na contação de histórias sua forma de estimular a leitura e a literatura infantil no canal Fafá Conta. O segredo para dar certo, segundo ela, é apostar no conteúdo e acima de tudo gostar do que está falando. Já a inspiração de Daisy Carias, criadora do canal "A cigarra e a formiga, veio de dentro de casa". “Descobri na leitura uma superbrincadeira com os meus filhos e a partir disso resolvi compartilhar minhas experiências com as outras mães”, completou.

Interações, performances e recursos estilísticos

O debate sobre Interações, performances e recursos estilísticos teve a presença de o compositor e escritor Tico Santa Cruz e professora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro Sonia Virginia Moreira que compartilharam suas opiniões sobre o chamado jornalismo de resistência.

Sonia Virginia Moreira falou especialmente do rádio como resistência. Segundo ela, falar sobre rádio no Rio Grande do Sul é muito importante, já que é um meio de comunicação presente em mais de 90% das cidades do Estado. “Muito disso acontece porque ele trabalha com a imaginação e isso combina perfeitamente com literatura”, comparou.

O escritor, compositor e ativista político Tico Santa Cruz complementou a fala da professora destacando que o rádio continua sendo um meio muito forte, mas pouco utilizado pela nova geração. Sobre o tema resistência, Santa Cruz citou sua presença nas redes sociais e as inúmeras críticas que recebe diariamente. “A gente vive em uma sociedade bastante polarizada e estamos indo em direção ao caminho das trevas e o caminho das trevas é a censura do pensamento”, disse, reconhecendo que, como artista, seu papel não é de apenas entreter, mas de usar o espaço que tem para provocar discussões.

“Eu não estou aqui para dar verdades absolutas. Estou aqui para colocar uma pulga atrás da orelha de vocês e espero profundamente que não estejam aqui só pessoas que concordem com a gente. Espero que tenham pessoas que discordem e se expressem porque isso é importante”, finalizou.